Resenha: Uma Canção Para a Libélula - Parte Um


Editora: Editora Arwen
Autora: Juliana Daglio
Páginas: 180
Ano: 2015



[Nota Pessoal]


Bem, é muito difícil reunir as palavras certas para descrever as emoções que senti lendo esse livro. Ele é de uma sensibilidade, um realismo incrível, que nos faz refletir depois que termina.

Logo de início a autora nos transporta a uma lembrança, e você já fica imaginando mil coisas. Como será que a menina está hoje em dia, o que fez, como é. Então depois somos levados à Londres, onde é o atual lar de Vanessa, a jovem que teve uma infância infeliz e conturbada, mas que nela conseguiu encontrar sua paixão, assim que encontrou-se com uma libélula, e compôs sua música para ela.

Vanessa cresceu, e foi morar em Londres com a tia, e virou uma famosa pianista com uma carreira promissora. Vive bem, com seus tios e sua prima Becca, e não deseja que mudem o que demorou anos para se ajeitar.



"... Entendi que você era especial, pois todas as meninas sonham com fadas, borboletas,  e princesas, e você escolheu algo tão inusitado. Compreendi que sua alma procurava significado e não beleza. (...) - Queria poder mostrar a você o quanto sua vida tem significado"


Bem, o que me deixou mais curiosa foi em relação ao seu passado, que é contado aos poucos, pra manter o mistério. E é então que vamos descobrindo alguns detalhes que ela vai contando ou relembrando. Sabemos que ela passou por um trauma relacionado à família e a morte de um deles (não vou falar, pra manter o mistério.. aliás estou tentando entender até agora..rs), e que não fala com a mãe, mas tem uma relação estável com o pai e o irmão... Aliás, eu me assustei muito com a personalidade da mãe. Eu tive tanto ódio, acho que os sentimentos de Vanessa passaram pra mim, pois realmente senti a mágoa dela...

Depois de um pedido de casamento recusado, e o convite (mais uma intimação) de seu pai, para que passasse um tempo no Brasil por causa da sua saúde, ela começa a retroceder.. voltar ao seu casulo, sua casca. Não que ela tenha superado todos os seus traumas, eles estavam meio que sufocados, anestesiados, e de uma forma ela conseguia viver. De volta ao Brasil, encarando seus medos, e sua inimiga que chama de Vilã Cinzenta, Vanessa terá que ter forças para não cair no mesmo abismo novamente, o que a roubou sua vida na infância.



"Ao meu lado estava a vilã. Ela ria. Um sorriso gelado com hálito de notas tensas de uma música fúnebre. A reunião sombria estava pronta, como se tivesse sido planejada. Nós três, e a lembrança de uma morte"


O livro fala profundamente sobre os medos, inseguranças, e a tão ignorada depressão, sim, pois ela muitas vezes é ignorada. Os lampejos que ela tem, as memórias e sonhos, são descritas de forma que nos sentimos dentro deles, e eu que sou grande fã do cinema, já imaginei como num filme de suspense e terror, como aquilo poderiam ser considerados delírios, visões, não sei, mas que dariam  um belo roteiro para uma ótima adaptação no cinema, com certeza!. Eu me identifiquei de muitas maneiras com o livro e vocês devem imaginar o porquê. Sim, as pessoas nem sempre são, foram ou é feliz o tempo todo. E é uma luta constante para não ceder. A verdade é que essa vilã que tem consumido muitas pessoas, permanece escondida por muito tempo, e as pessoas tentam levar a vida normalmente, fingindo não estar em depressão, e vestindo a capa da normalidade. Mas é só eles se confrontarem com seus medos, que ela volta a atacar.

Além disso tive mais uma conexão com a personagem, foi a música, sempre fui apaixonada por piano e nunca tive a oportunidade de estudar a fundo, o máximo foi aprender tocar algumas coisas no teclado virtual do computador...rs. E tudo sozinha, só escutando as notas, odeio a teoria..rs... mas ainda pretendo tocar. É algo que me acalma escutar o som desse instrumento.



"... tudo que eu desejava era me libertar daquilo. Liberdade. Como eu me libertaria daquilo que mal lembrava?"


É um livro extremamente tocante, me fez chorar muito. Eu recomendo para aqueles que desejam entender um pouco dessa doença, e também aqueles que querem simplesmente se emocionar, e curtir um ótimo livro. Eu terminei de ler de madrugada e soltei um palavrão! Rsrs.. isso mesmo, mas foi para mostrar minha indignação! Por que eu queria mais!! Claro, quando o livro é bom sempre queremos mais. Mas meu consolo é saber que tem a segunda parte. E Juliana por favor, faça umas 500 páginas...rs. Também tenho esperança que ela possa encontrar um grande amor, que claro, ajuda curar muitas feridas. Acredito que ela já o tenha conhecido, e espero que eu esteja torcendo para o cara certo kkkk. Porque ultimamente só torço para os pouco prováveis. Mas entendo que o romance não seja o foco principal, mas não custa sonhar né..rs. Bem, é isso pessoal, não posso contar mais, aliás falei demais! Espero que possam lê-lo algum dia e se emocionarem como eu. Quero agradecer a autora que cedeu o livro em parceria. Sou apaixonada mais do que nunca pela libélula.



20 comentários:

  1. Caramba!! Eu estou com lágrimas nos olhos ao ler essa resenha.
    É de uma felicidade inexprimível ver quando um leitor traduz os sentimentos que você pretendia despertar quando faz a leitura do seu livro.
    A continuação está aqui prontinha, Sa! Acho que você vai ficar feliz com o desfecho, viu!!

    Obrigada demais por esse feedback maravilhoso. Estou realmente MUITO feliz!!
    *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh flor, obrigada pela oportunidade de ler essa linda e tocante história, sim pois ela pois feita para tocar os corações. Pelo menos eu acredito assim. Você é incrivelmente talentosa e sei que vai longe com suas palavras. Um beijão.

      Excluir
  2. Oi flor, eu tinha visto a capa desse livro e amei..sua resenha ficou divina, gostei muito, espero lê-lo um dia.
    Livros que possam me passar um algo a mais, um aprendizado eu gosto muito.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi Sá, tudo bom?!

    Adorei a sua resenha! Mal posso esperar para o livro chegar para mim do Book-Tour. A capa dele é maravilhosa e a história deve ser incrível também. Adorei a sua resenha e isso só aumentou a minha vontade em lê-lo.

    Beijos, Rob
    http://estantedarob.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Estou curiosíssima para ler o livro, me identifiquei muito, em partes porque também sou pianista (amadora). Queria muito um exemplar autografado e um marcador como o seu, como faço para conseguir?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tayara fico feliz que se interessou, e por também ser pianista, tenho link para compra aqui, mas o marcador é do meu blog, não vem junto...rs. Mas se você comprar o livro, e confirmar, eu mando uns marcadores pra você desse, já que o livro é da nossa autora parceira. A autora confirmando a compra ela me passar seu endereço, e te mando.
      Aqui o link: http://meninalibelula.blogspot.com.br/2014/07/compre-aqui-uma-cancao-para-libelula.html

      Um beijão.

      Excluir
  5. Oi, Tudo bem?
    Eu amei a capa deste livro, e sua resenha tambem, quem sabe eu tenha a oportunidade para ler.
    Abraços^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que tenha a oportunidade de ler, é muito lindo esse livro.

      Excluir
  6. Oi Sa! Nossa esse livro parece emocionante.
    A trama parece muito boa e tocante, Tenho certeza que o dia que tiver oportunidade de ler também vou chorar muito haha.
    Espero poder ler em breve!
    Parabéns pela resenha Sa!

    Beijokas
    Lara - Magia Literária
    http://www.magialiteraria.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi Sá, gostei muito da sua resenha. O livro parece ser muito tocante e cheio de surpresas.
    Estou no BT que a Juliana organizou e quero muito que chegue logo minha vez.

    Beijinhos,

    Rafa

    ResponderExcluir
  8. Não vou ler sua resenha Sá. rsrsrs
    Mas por um ótimo motivo.
    Vou ler o livro da Ju, em breve e quero surpresa total rsrsrsrrs.

    Beijos
    http://fernandabizerra.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkk ai Fê não acredito...rsrs. Quer dizer, eu acredito, porque eu acho que faria o mesmo com um livro que eu estivesse aguardando muito...rsrs. Bem, então depois da sua resenha, vem ler a minha...kkkkk. Bjs.

      Excluir
    2. Oi, Sá!

      Olha eu aqui para ler sua resenha! Há pouco concluir a leitura de Libélula, uma leitura de um dia e pouco. Uma leitura frenética rs.
      O livro é tudo isso que você descreveu e mais um pouco. Também senti muito odeio não somente pela mãe, mas pelo pai por ser fraco. Sim, eu o considero fraco, pois muito bem poderia ter deixado essa demônia e ir cuidar da própria filha. Mas estava cedo demais, para perceber que a esta destruindo e abandonando mais uma vez.

      Ai chega né rs,. Vou ali terminar minha resenha!

      Beijos!

      Excluir
  9. Oi Sá ♥
    Eu simplesmente adorei essa capa e achei o trabalho da editora divino *--*
    A premissa dele é bem interessante , estou desejando enorme sucesso para autora e seu blog .
    Espero comprar esse livro em breve ;)
    Beijos !

    ResponderExcluir
  10. Blog lindo, Sabrina linda, escritora emocionada!!!
    <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadaaaaa. Eu que estou muito honrada de ter tido a oportunidade de resenhá-lo. E que venha a parte dois!!! Bjs.

      Excluir
  11. Oi Sa! Não vejo a hora de me entregar a essa história. Muito em breve o farei. Achei que sua resenha ficou muito boa! Eu também me identifico muito com personagens musicistas porque tenho essa paixão em mim também.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  12. Ooi, não vejo a hora de ler o livro *-----*. O livro é demais né? Sua resenha provou isso.
    Gostei bastante :D

    eueminhapequenaestante.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Não canso de vir aqui e ficar lendo! *-*

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.