Resenha #77: Como Folhas Secas - Júlia de Oliveira




Título: Como Folhas Secas
Autor: Júlia de Oliveira
Editora: Selo Talentos da Literatura Brasileira
Páginas: 304
Ano: 2016
Gênero: Drama/Romance
[Onde Comprar]




[Nota Pessoal]

Depois de ler esse livro, eu me lembrei o quanto é difícil fazer resenhas de livros que gostamos muito! Demoro alguns dias, relendo a própria resenha para ver se não me esqueci algo importante. É uma tortura! Como Folhas Secas, foi o livro que me fez desidratar as quatro da manhã quando, finalmente terminei, e suspirei, desejando que todos os livros que eu lesse, fossem tão bons quanto esse.

A história começa no final dos anos sessenta. Ana Carolina, nossa protagonista, é uma menina de dez anos, alegre e divertida. Ela mora numa cidadezinha chamada Santa Heloísa onde todas as famílias se conhecem. Tem muito contato com a natureza e com os bichos. Mas, é um pouco solitária, apesar de ter uma amiga. Então, em uma manhã ensolarada, a família Guerra sai da cidade grande e se muda para a casa em frente a de Carol. O filho do casal, Antonio, a quem ela chamará de Toni, e é um ano mais velho que ela, é  menino pacato, com olhar triste e parece carregar o peso de uma vida nos ombros. Logo eles se tornam amigos e criam um laço muito especial.
Ana tem um instinto protetor que a leva a defender ser amigo Antônio dos garotos valentões da cidade. Em especial Marcos, um menino mais velho que ela odeia com todas as suas forças. Marcos é um tipinho detestável que parece sentir prazer em diminuir os outros. Ele será literalmente uma pedra no caminho de Toni.
Além de sofrer no colégio, Antônio tem um pai muito violento e alcoólatra. Sua família não vai nada bem desde que se mudaram. E ele encontra somente em Ana um porto seguro, uma válvula de escape para sua turbulenta vida.
Dessa amizade nasce um sentimento puro, o primeiro amor. Mas, a vida reserva coisas terríveis pelas quais os dois terão que enfrentar e superar.
O livro vai narrando de forma gradativa o passar dos anos, ora pela voz de Ana, ora pela de Antônio. E é bacana ver eles passarem da infância a adolescência e por fim a vida adulta.
Não posso contar muito pra não estragar a leitura, mas vamos falar um pouco dos personagens principais.



Ana Carolina, era minha personagem favorita até os quinze anos. Ela era uma menina doce, apesar de às vezes brava. Depois se tornou mimada (na minha opinião) e sem respeito pelos pais. Isso poderá ser confirmado nos anos seguintes. Ela perdeu um pouco a admiração que eu tinha dela, mas ainda assim, eu torcia pra essa guria. É natural que adolescentes se tornem rebeldes, ainda mais depois dos problemas que ela enfrenta, mas, pela criação que ela teve, não esperava isso dela.
Já Toni, vai conquistar os leitores mais sensíveis. Pois ele mesmo, tem uma personalidade mais amena, mansa. E o título do livro, a meu ver, tem a ver com ele. Ele é, sem dúvidas, o personagem com a maior carga emocional. Os momentos mais tristes e em que me tocaram mais, ele estava presente. 
Temos os pais de Ana também, que são personagens muito queridos. Mas, conforme a história avançava, fui sentindo eles se apagando. Acho que isso também se deve ao comportamento de Ana, e de todos os problemas que enfrentaram.

Todos personagens, aliás, tem um peso e importância na história. Bem construídos, cheios de sentimentos e personalidades. E o mais importante, tem sua evolução durante o livro. Ana, talvez teve sua verdadeira maturidade mais para o final do livro, mas, não deixa de ter sido uma parte muito importante, crucial na verdade.


Está vendo essas folhas secas? Quando o vento vem, ele simplesmente as leva embora. [...] Às vezes eu só queria ser como as folhas secas. Queria ser levado pelo vento.

Porém uma certeza enorme no meu coração me dizia que com ele ia ser diferente. [...] "Quando for a pessoa certa você vai saber", minha mãe me dissera várias vezes. E eu sabia como se um letreiro brilhante piscasse em sua testa dizendo: sou eu. 

Então antes de ir para casa eu sussurrei a ela: "São as pessoas mais próximas de nós que nos machucam mais". E ela entendeu, eu sei que entendeu, pude ver em seus olhos. 


Também houveram momentos que me incomodaram, mas, esses são puramente resultado da personalidade dos personagens. Um exemplo: Quando alguém chamava Ana pelo apelido que Toni a chamava, ela só faltava bater na pessoa. Como se ninguém mais o pudesse fazer sem que ela considerasse uma ofensa na boca de outra pessoa. Isso não aconteceria na vida real, e acho que foi exagero. Aliás, várias coisas foram exageradas da parte dela. Mas, entendo que foi o modo como ela passou por uma transição de sua vida, bem delicada. Eu posso achar isso, mas não quer dizer que numa situação semelhante eu não faria o mesmo. Mas, vindo de uma personagem forte como ela, achei desencaixado. Contudo, o que me tirou do sério, e me deixou com dificuldade de me concentrar no livro, foi a inconstância de sentimentos de Ana depois da metade do livro. Ela os vive intensamente. Mas a certa altura do livro você espera que ela saiba o que está sentindo pra o leitor também sentir com ela. Por isso que disse "me concentrar". Eu tinha que voltar na parte algumas vezes para conseguir acreditar no que ela estava sentindo, com a preocupação de estar me iludindo (sim, tenho traumas com isso em livros rs). Será que dessa vez é verdade? Será que agora essa decisão/sentimento dela é forte o suficiente para se manter?
O final é para leitores que gostam de uma verdadeira reflexão, em minha opinião. Eu, compreendi completamente o desfecho, torci para isso, e não me restou dúvidas (depois de analisar todas as narrativas e raciocinar como um dos personagens). Mas, posso garantir que é um final muito bonito.
Tem mais um personagem, que foi uma grata surpresa pra mim, e a maior de todo o livro, mas, que prefiro não mencionar, pois vocês só irão ter um contato mais profundo com ele, depois da metade do livro e isso pode acabar sendo um spoiler. Ele é meu favorito! rsrs. 
Posso citar vários momentos emotivos, mas, na página 207 foi o ápice da minha desidratação (kkkkk). Foi quando a ficha caiu e eu pensei... o que mais pode acontecer na vida dessa menina??? Meu Deus! Que livro é esse???




Eu confesso que fiquei com uma ressaca literária daquelas. Sabe quando você passa os dias seguintes voltando nas partes que você mais gosta do livro? Haha. Então, essa fui eu depois de ler Como Folhas Secas. Acredito que a autora tenha nos surpreendido em muitas partes em que tudo indicava caminhar para o clichê, em outras, ela nos presenteia com um pouco dele (Pois clichê também é bom né! Hehe), o que dá um certo alívio, em um livro que tem muitas reviravoltas e isso fez toda a diferença para eu gostar mais ainda desse livro. E no final a autora te desespera, fazendo com que você imagine mil finais possíveis rs.
Mas, o que torna a história mais incrível, é como Júlia aproveitou bem as trezentas páginas para falar de temas importante, como por exemplo, o bullying. Além disso, outros como perdas, tragédias, vícios e depressão, também são bem trabalhados. Isso tudo em um livro relativamente curto. Não imaginava que cabia tanta história nele quando o peguei em mãos. Essa leitura não só me emocionou como também me fez refletir quanto às atitudes que tomamos na vida. E às vezes, tudo o que precisamos fazer, é seguir em frente. Acho que foi isso que a autora quis passar para nós. Quando você fica preso ao passado, impede que você construa um futuro. Há tempo para tudo na vida. E algumas pessoas não estão em todas elas. Não fisicamente, mas sempre em nossos corações.
Ana irá aprender muito com Toni e vice e versa. Uma relação que está marcada pelo destino e que mudará a vida dos dois.
Como folhas secas é uma história, acima de tudo, sobre amizade, perdão, e amor. Essas três coisas podem te fazer superar qualquer coisa. É impossível não se emocionar lendo esse livro. É difícil imaginar que uma autora tão jovem escreva tão bem e com tanta maturidade, isso é realmente maravilhoso! Mas, eu diria que se houvesse mais uns dois capítulos, seria perfeito pra poder ter deixado as coisas mais claras (falando apenas como uma leitora neurótica, sedenta por tudo explicadinho). Pois minha impressão é que o último capítulo foi corrido. Mas, ele consegue ser perfeito mesmo assim. Talvez, a intenção da autora fosse essa, deixar o leitor imaginar, desenhar o futuro dos seus personagens e confiar nas escolhas deles.

[ALERTA SPOILER!!!!] SÓ QUEM JÁ LEU O LIVRO, PROSSIGA, QUEM NÃO LEU, CONTINUE DEPOIS DO PRÓXIMO RECADO EM VERMELHO!

Eu acho que o capítulo narrado por M.F, deveria ser mais longo e ele pudesse ter a chance de contar ao leitor como foi seu encontro com A.G. e ter pedido perdão! Isso pra mim foi o que mais senti falta depois que terminei (choro de leitora mesmo haha). Pois, seria a chance perfeita da redenção de M.F. e onde A.G também aceitaria que A.C estaria com o cara certo. Enfim...

[FIM DO SPOILER]
Eu só posso pedir a cada um de vocês que leiam, leiam, leiam... e por favor, me chamem depois pra bater um papo sobre ele kkkk. Por que estou desesperada pra conversar sobre esse livro. Não vejo a hora de rele-lo!!! Hahaha.
Júlia, mais uma vez obrigada pela oportunidade de ler essa obra inesquecível, que além de um lugar especial na minha estante, tem um espaço reservado só pra ele no meu coração.
E adivinhem o estado em que eu terminei o livro???







38 comentários:

  1. Oi Sa,

    Nossa! Você gostou mesmo do livro, hein!? Hahaha... É bom quando temos uma leitura tão agradável assim.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi amiga! Sim, eu gostei muito, que só de lembrar me dá vontade de reler kkkk. Obrigada pelo comentário. Bjos.

      Excluir
  2. Caraca! Que resenha é essa menina?!
    To aqui me rasgando pra saber o que tanto aconteceu de ruim na vida dessa pobre moça. O livro tem uma capa e um título muito lindos, a forma apaixonada que falou cada parágrafo dessa resenha mostra o quão ele mexeu contigo.
    Eu te entendo quando diz que os piores livros de resenhar são os que mais amamos, pois ao mesmo tempo que queremos contar tudo, temos medo de passar coisas demais, ou de menos. E a vontade qu mais gente leia e goste, nos deixa apreensivas. Como se estivesse nas nossas mãos que mais gente conheça kkkkk é louco, mas é o drama de ser blogueiro.
    Mas posso dizer que foi perfeita! Eu fiquei com muita vontade de conhecer a história e a autora, com certeza quando sobrar um $$ vou atrás!
    Beijão e parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Giulinda!! Pois é, você me entende né? E por mais que achamos que tá bom, sempre falta falar mais do livro kkkk. Sim, esse livro mexeu demais comigo e fica sempre por perto agora, pra que eu leia algum trechinho. Só de lembrar eu me emociono rsrs. Espero que tenha a oportunidade de ler, flor, é muito lindo. Beijão.

      Excluir
  3. Fiquei completamente apaixonada pela resenha! Foi muito engraçado, a Júlia começou a ler e falou assim: Mãe esse livro é muito bom! Opa, fui eu quem escrevi! kkk.
    Não tenho palavras para agradecer tanto carinho e elogios...
    Ah! E o spoiler ela concordou completamente com você!
    Bom, agora é esperar os próximos livros... já tem mais 2 prontos! ;)
    Beijos e obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cassia! Fiquei com medo dela não gostar da resenha, pois acabo me empolgando e falando muito kkkk. Ela pode se orgulhar, pq escreveu um livro maravilhoso, que tenho certeza que tocará a vida de muitas pessoas! Fico muito feliz de saber que tem mais dois livros a caminho, já estou curiosa rsrs. Muito obrigada mais uma vez por essa parceria linda. Beijos! *-*

      Excluir
  4. Oiii Sabrina, tudo bem?
    Confesso que choraria o livro todo hauhauahauhua achei um encanto essa sua resenha, principalmente por abordar esse tema, com tanto amor e encantamento. A obra está na minha lista de desejados agora, quero para ontem.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie! Simmmm eu chorei em várias partes haha. Espero que você também goste. Beijos.

      Excluir
  5. Olá, ainda não conhecia o livro, logo de cara já achei a capa e o títulos bonitos. Ao ler sua resenha, me pareceu ser um livro em nenhum momento monótono, sempre com algo acontecendo, mas por ser um drama, eu fico com um pouco de receio de ler (sei que você não vai me responder, mas um dos protagonistas morre? Se morrer nem quero ler), embora a curiosidade esteja grande.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mari, não, fique tranquila, você não irá se decepcionar! Hahaha pode ler sem medo. Bjos.

      Excluir
  6. Olá!

    Adorei a história desse livro! Quero! Vou procurar para ler, pois fiquei muito curiosa pra conhecer o final da história.

    Beijos
    http://www.breakingfree.blog.br/

    ResponderExcluir
  7. Hey, Sabrina!

    É tão gostoso quando um livro pega a gente de jeito assim e não conseguimos nos desapegar dele, né?
    Isso me aconteceu recentemente com "Talvez um dia", da Colleen Hoover. <3
    Mas mesmo você tendo amado tanto o livro e feito essa resenha tão inspirada, ele não brilhou pra mim.
    Tenho que ler mais resenhas pra saber se a história vai me ganhar.

    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  8. Oi Sá, adorei sua resenha...quem dera se todas as minhas leituras me agradassem dessa forma. Não conhecia a obra e fiquei interessada pelo enredo. Vou anotar a dica!

    Abraços

    ResponderExcluir
  9. Oi Sá!
    Parabéns pela resenha, ficou ótima.
    Não conhecia o livro, mas ele já me ganhou em todos os aspectos depois dessa resenha. Sem contar que tem essa capa linda.
    Espero ter a oportunidade de lê-lo em breve.

    Beijos
    http://ummundochamadolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Heey Sabrina, tudo bem? Nossa, sua resenha ficou ótima!! Deu pra sentir o quanto gostou do livro. Livro esse que eu não conhecia, mas como adoro dramas já anotei a dica :D
    Ah, acho essa capa muito bonita!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Estive enamorando esse livro, pela capa e pela premissa que muito me interessou.
    Gosto de ler resenhas antes de concluir uma decisão de comprar, e parece que apostei no livro certo. Adorei a resenha, ótima dica.
    Abs
    ni
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  12. Ainda bem que mesmo a resenha ter sido tão difícil para você, não desistiu e nos entregou essa obra de arte porque, sério, sua resenha está perfeita - uma verdadeira obra de arte.

    Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  13. Oi, Sá!
    Que resenha mais linda! Tava quase chorando com você aqui, lendo a sua resenha, to até com medo de pegar no livro. Eu sou muito chata pra romances e só leio aqueles muito bem indicados e este é um que me deu maior curiosidade pra ler. Confio muito nas suas resenhas e já sinto uma conexão com os personagens (especialmente o Toni). Muito obrigada por dividir suas emoções conosco...! um beijo! Nu.
    As 1001 Nuccias | Curte aí!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nu, pode ler sem medo, acho que vai gostar!! Obrigada pelo carinho, beijos! *-*

      Excluir
  14. Sua resenha realmente desperta o nosso interesse na obra, está linda! Amei a capa e o título é encantador.
    Realmente, quanto mais gostamos de um livro mais difícil é falar sobre ele pois temos a sensação de que não fizemos jus à obra, mas você foi ótima. Não sou lá muito fã de romances, embora os leia de vez em quando, mas amo dramas. Só de saber que houve choro durante a leitura já despertou meu interesse.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não estou numa vibe romântica mas esse livro é especial justamente por não falar só de amor. Espero que um dia tenha a oportunidade de ler. Beijos.

      Excluir
  15. Bom, eu chamo meu tio de Toninho e ele é capaz de quase matar qualquer outra pessoa além de mim e da minha irmã que não o chame de Marco (é Marco Antônio o nome dele), então não acharia estranha essa reação da Ana... rs... não acharia exagero e consideraria plausível por conviver com um caso real parecido. Mudei muito aos 15 anos, e talvez não me incomodasse tanto quanto você se incomodou com as atitudes que a Ana passou a ter... fiquei com vontade de conferir.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  16. Olá!

    Não conhecia esse livro, mas amei a premissa! Sua resenha também ajuda bastante na hora de convencer a ler hahaha não vou prometer a leitura o mais rápido possível, porque tenho muitas leituras e um TCC, mas vou anotar na minha lista porque adorei mesmo o livro, sem falar nessa capa linda!

    ResponderExcluir
  17. Oi Sabrina, sua linda, tudo bem?
    Já fiquei com vontade de protegê-lo também. Adoro crianças, por isso quando os autores as colocam como personagens, me ganham fácil. Gostei muito de saber que iremos acompanhar o crescimento deles até a fase adulta. Parece que a vida de nenhum dos dois será fácil. Fiquei triste quando você falou que não sabia o que ela estava sentindo, porque logo pensei que ela não deve ter certeza em relação a ele. Que pena, queria os dois juntos e estou curiosa para saber se isso irá acontecer. parece ser uma linda história. Dica anotada. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, não, em relação a ele, ela tem certeza desde pequenina haha. Eu me referi a outras pessoas... ih não posso falar muito rs. Tomara que curta. Bjos.

      Excluir
  18. Primeiro: QUE CAPA INCRÍVEL
    Segundo: achei muiiiito interessante o livro ter uma passagem de infância - adolescência - idade adulta.
    terceiro: realmente é muito difícil fazer resenhas de livros que amamos. Parece que nada faz juz. Vou com certeza dar ums chance pra leitura!
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  19. Primeiro: QUE CAPA INCRÍVEL
    Segundo: achei muiiiito interessante o livro ter uma passagem de infância - adolescência - idade adulta.
    terceiro: realmente é muito difícil fazer resenhas de livros que amamos. Parece que nada faz juz. Vou com certeza dar ums chance pra leitura!
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  20. OOOi
    Que resenhaaaaa! Amei!
    Dói muito resenhar livros que gostamos muito, não?! <3
    Não conhecia o livro, mas sua resenha me deixou louca para lê-lo. Dica maaais que anotada, espero ter a oportunidade de lê-lo em breve.

    Beijoos
    http://estantemineira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi flor, espero que tenha a oportunidade de ler e goste. Beijos.

      Excluir
  21. Sabrina! Demorei para comentar aqui, mas agora cheguei! hehe
    Já agradeci pela resenha, mas posso agradecer ainda mil vezes e outras mil, porque ficou realmente linda <3 Fico feliz demais que tenha gostado tanto da história e por concordar comigo em vários aspectos da obra haha
    Mais uma vez, beijos e obrigada :)

    ResponderExcluir
  22. Oii!

    Não conhecia o livro, mas achei a promissa incrível!
    A capa é maravilhosa!
    Fiquei com bastante vontade de ler por isso corri dos spoilers hahaha
    Parabéns pela resenha :)

    Beijos, Amanda
    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
  23. Eu terminei de ler o livro hoje... eu to triste, me desidratei lendo esse livro. E no fundo, queria que no final ela ficasse com o Antônio.

    ResponderExcluir
  24. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu nome é Verônica ( de tão empolgada, esqueci de pôr o nome)

      Excluir
  25. Muito spoiler...

    Eu acabei de ler nesse exato momento e estou com uma baita ressaca e preciso desabafar. Foi um livro que amei e odiei ao mesmo tempo. Achei fraco o motivo da seperaçao, não com o Antônio ( foi um mega drama), mas a parte dela mesmo. Ela quando pequena parecia uma leoa em sua defesa, a fiel escudeira que deixava algumas coisas de lado por causa dele.Como no momento que ele mais precisou, sendo ela já maior, não o ajudou? Daí pra frente achei ela mimada em seu mal humor. Já o Antônio tive vontade de por ele no colo, me apeguei muito mais à ele do que a Carol. Me dava um aperto em ver o quanto as coisas davam errado pra ele. Quanta dor, abandono e sofrimento esse homem suportou em sua vida. E o M.F. ( como vc diz) não consegui gostar dessa pessoa como era pra ser, por tudo que ele fez, mesmo com a explicação não rolou. Tanta coisa pra falar que não cabem em um comentário...Preferia ser presenteada com o bom é velho clichê.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.